Indígenas da região fazem protesto contra a municipalização da Saúde – Cerca de 150 indígenas paralisaram o trânsito na rodovia Padre Manoel da Nóbrega

Indígenas fazem protesto contra a municipalização da saúde na rodovia

 

Indígenas levam cartazes e faixas em defesa do serviço de saúde nas aldeias

 

Indígenas da Baixada Santista, litoral sul e do Vale do Ribeira participaram de um protesto nesta quarta-feira, 27 de março, contra a municipalização da Saúde indígena. Eles paralisaram o trânsito na divisa entre os municípios de Itanhaém e Peruíbe, na rodovia Padre Manoel da Nóbrega.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, cerca de 150 indígenas de 12 comunidades da região e do Vale do Ribeira participaram do ato. A Polícia Rodoviária deu apoio para controlar o tráfego de veículos na rodovia.

Conforme os indígenas, no último dia 20, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou algumas mudanças na área da saúde indígena, inclusive o fim da Secretaria Especial da Saúde Indígena – Sesai. Ele defende a descentralização da gestão junto aos estados. Manifestações semelhantes têm ocorrido, nesta semana, em outras regiões do País.

Os indígenas, durante o protesto na rodovia, portavam cartazes e faixas com os dizeres “Não a municipalização da Saúde indígena”, “Apoio aos manifestantes de Brasília e Curitiba”, “Terra Indígena Piaçaguera diz não a municipalização”. Eles bloquearam totalmente a rodovia nos dois sentidos – Itanhaém e Peruíbe e vice-versa, em dois horários, às 10h30 e às 11h30, na altura do km 339.

A líder da aldeia Tabaçu Reko Ypi, Itamirim, afirmou “As comunidades indígenas têm um atendimento diferenciado na saúde. É um direito fundamental e não fomos consultados sobre essas mudanças”, salientou. Segundo ela, o governo federal deve refletir melhor sobre essas alterações na área da saúde.

Equipes das emissoras de tevê Tribuna (Globo) e da Record estiveram cobrindo a manifestação na rodovia.

Antes da paralisação, os indígenas se reuniram para fazer orações na Casa de Reza, na aldeia Nhamandu Mirim, com a presença de pajés e caciques de toda a área da Terra Indígena Piaçaguera.

A Sociedade de Apoio à Causa Indígena (Saci) deu apoio à manifestação com a doação de duas faixas coloridas e com fotos. Representaram a Saci, o presidente da entidade Ricardo Henrique da Silva e o colaborador Marcus Ferreira.

Diversas lideranças indígenas se reúnem antes para fazer orações na Casa de Reza

 

Itamirim fala sobre a manifestação às equipes da TV Tribuna e da Record

 

Texto – Nayara Martins

Fotos – Ricardo Henrique da Silva e Marcus Ferreira

Updated: 28/03/2019 — 3:09 am

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SACI - Sociedade de Apoio à Causa Indígena © 2018 - Desenvolvido por: Francesco Antonio Picciolo - Hard Design Web Frontier Theme