Saci e Rotary doam material para construção de caixa d´água e poço artesiano na aldeia Porungawa Dju

Integrantes da Sociedade de Apoio à Causa Indígena (SACI) e do Rotary Clube Itanhaém Benedito Calixto entregaram, na última quarta-feira, 30 de setembro, a doação de materiais para a construção de uma caixa d´água e de um poço artesiano na aldeia indígena Awa Porungawa Djú, localizada na Terra Indígena Piaçaguera, na divisa entre Itanhaém e Peruíbe.

Foram entregues os seguintes materiais: 1 metro de pedra; 1 metro de areia; 2 sacos de cimento; 4 barras de cano; lixa, cola, registro e conecções.

Conforme o presidente da Saci, Ricardo Henrique da Silva, o material é de extrema necessidade, em virtude da situação de falta de água potável pela qual passa a comunidade indígena.

Todo o material foi adquirido por meio de arrecadação da SACI com a doação de R$ 400,00, do Rotary Clube Itanhaém Benedito Calixto com R$ 100,00 e da Empresa de Terraplanagem Engemark de Itanhaém com R$ 100,00.

O cacique Arildo dos Santos agradeceu mais uma vez à SACI e ao Rotary, pela ajuda nesse momento de necessidade. Afirmou que pretende iniciar os trabalhos para construir o poço artesiano e a caixa d´água o mais rápido possível.

Também foi entregue ao pajé Guaíra, o líder espiritual da aldeia, um cachimbo de madeira, com entalhe feito a mão de um cocar e um indígena. O trabalho artesanal do entalhe em madeira foi feito pelo presidente da SACI, Ricardo Henrique da Silva.

O pajé Guaíra ficou muito feliz ao receber o cachimbo com o entalhe e agradeceu pelo presente. Ele garantiu ainda que o cachimbo vai ser de uso exclusivo dele.

“Esse objeto representa o início de um projeto com oficinas de entalhe em madeira que será oferecido aos indígenas, a ser implantando, em breve, na comunidade indígena Porungawa”, explicou o presidente da Saci.

Integrantes do Rotary Clube Itanhaém Benedito Calixto também estiveram presentes e doaram várias caixas de bolachas, para ajudar com a alimentação dos indígenas, nessa época de pandemia da covid-19.

Atualmente vivem na aldeia Porungawa 18 famílias, sendo 22 adultos, três idosos e 20 crianças, num total de cerca de 50 pessoas.

Texto: Nayara Martins

Fotos: Roseli Fernandes

Updated: 02/10/2020 — 12:42 pm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SACI - Sociedade de Apoio à Causa Indígena © 2018 - Desenvolvido por: Francesco Antonio Picciolo - Hard Design Web Frontier Theme